FOIRN e Coordenadorias Regionais avaliam ações e definem agenda de trabalho para segundo semestre de 2021

Participantes do encontro participantes do boletim Inapeda Ideenhikale (Trabalho das Mulheres em Baniwa) do Departamento das Mulheres Indígenas (FOIRN).

O encontro da FOIRN e Coordenadorias Regionais para avaliação das ações planejadas no primeiro semestre do ano e de definição da agenda de trabalho para o segundo semestre de 2021 aconteceu durante toda esta semana, na Casa do Saber, em São Gabriel da Cachoeira (AM). O encerramento aconteceu nesta quinta-feira, 1/7.

Com as avaliações e discussões, deu-se a construção coletiva de agenda de trabalho para o fortalecimento da luta pelos direitos dos povos indígenas do Rio Negro.

“As Coordenadorias Regionais em seus planos devem definir suas prioridades e seguir os planos de trabalho, que são resultados de demandas de cada regional e vêm sendo construídos ao longo dos anos”, disse o presidente da FOIRN, Marivelton Baré.

Marivelton Rodriguês Baré – Presidente da FOIRN no encontro de avaliação e planejamento. Foto: Ray Baniwa/Foirn

Durante as reuniões houve o compartilhamento de relatórios de atividades entre as cinco Coordenadorias Regionais – Nadzoeri, Coidi, Caiarnx, Caimbrn e Diawi´i – setores, departamentos e diretoria da FOIRN, a partir do plano de trabalho elaborado e definido no início do ano.

A agenda de trabalho do primeiro semestre foi definida em fevereiro, quando São Gabriel atravessava o auge da segunda onda da Covid-19. Com isso, foi dada prioridade a planos de trabalho voltados para o enfrentamento da pandemia nas comunidades indígenas do Rio Negro, entre eles ações humanitárias e emergenciais executados através da Campanha Rio Negro, Nós Cuidamos promovida em parceria pelo Departamento de Mulheres Indígenas (DMIRN/FOIRN) e ISA.

Instituições como a Funai/CR Rio Negro, Idam, Seduc, Dsei-Alto Rio Negro, Condisi, além da equipe da Barreira Sanitária da Ilha das Flores, marcaram presença na Casa do Saber para apresentar relatórios de atividades do primeiro semestre. As apresentações tiveram objetivo de compartilhar informações e resultados de trabalho para as lideranças presentes, que irão levar informações para suas bases.

Para o segundo semestre, as coordenadorias regionais, diretoria executiva e departamentos continuarão seguindo os planos de trabalhos definidos e compartilhados no encontro, entre estes, a continuidade nas ações de enfrentamento da pandemia nas comunidades indígenas do Rio Negro.

ESPAÇO DE LUTA
Um dos momentos marcantes do encontro foi a manifestação ocorrida na quarta-feira, 30/6, em frente à sede da FOIRN, contra o PL490 e o Marco Temporal. Nessa data, o Supremo Tribunal Federal iria julgar ação que discute o Marco Temporal, mas houve adiamento.

Ato das lideranças Indígenas contra a PL 490 e Marco Temporal. Foto: Ray Baniwa/Foirn


Todas as lideranças presentes, representando os povos das 23 etnias que convivem no Rio Negro, reafirmaram NÃO a todos os projetos anti-indígenas e SIM à luta pelos territórios e pelo modo de vida tradicional. Foi reafirmada a luta pelos direitos conquistados na Constituição Federal. (Leia as falas das lideranças no manifesto publicado aqui: https://foirn.blog/2021/06/30/liderancas-indigenas-do-rio-negro-dizem-nao-ao-pl-490-e-ao-marco-temporal/ ).

Publicado por FOIRN - Comunicação

Somos a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro a entidade sem fins lucrativos, fundada em 30 de abril de 1987, para lutar e defender os direitos dos povos indígenas do alto Rio Negro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: