Exposição de artesanatos da Amiarn fortalece empreendedorismo das mulheres indígenas

Diretoria da Amiarn e convidados para a exposição de artesanatos da Amiarn. Foto: Amiarn/divulgação

Valorizar a cultura e o território e fortalecer o empreendedorismo sustentável promovido pelas mulheres indígenas foram os principais objetivos da XIII Exposição de Artesanato da Associação das Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro (Amiarn).

O encontro aconteceu na comunidade São Gabriel Mirim – Terra Indígena Cué/Marabitana, no município de São Gabriel da Cachoeira (AM).

Com a produção e venda dos artesanatos as mulheres promovem o bem viver de suas famílias e da comunidades, além de dar visibilidade aos produtos do alto Rio Negro. Durante os encontros há ainda troca de conhecimento sobre as técnicas tradicionais.

Participaram da exposição artesãos das comunidades Juruti, Tabocal dos Pereira, Nova Vida, Comunidade Guia e Yabe, Sitio Novo Horizonte e Acará.

“Queremos deixar os desafios que vêm travando a nossa caminhada em prol do desenvolvimento da nossa associação, vamos trabalhar na busca de capital de giro para associação, esse é fundamental para o nosso desenvolvimento e fortalecimento do empreendedorismo indígena. além disso estamos na busca de financiamento dos produtos feitos com as matérias primas de tucum, cipó, wanbé, molongó e sementes e produtos da roça. Estamos tentando fortalecer o empreendedorismos indígenas dentro dos territórios a sua valorização na busca de comercializar os produtos feitos manualmente por nós”, disse Elizangela da Silva Baré, ex-coordenadora do Dmirn e artesã.

A exposição ocorreu de 15 a 17 de julho, promovendo incentivo aos artesãos, valorizando a cultura dos povos do Rio Negro.

Além das artesãs locais foram convidadas artesãs e associações de mulheres como Amibi (Associação das Mulheres Indígenas do Baixo Içana) e Assai (Associação de Artesãos de São Gabriel da Cachoeira). Foto: Amiarn/divulgação

A FOIRN foi representada na exposição pelo coordenador do Departamento de Negócios Indígenas e da Conafer, Edson Baré, e pela coordenadora do Departamento de Mulheres Indígenas do Rio Negro-(DMIRN), Dadá Baniwa.
Também participaram da exposição coordenadores da Região do Alto Rio Negro e Xié/CAIARNIX-Ronaldo Ambrósio e José Baltazar e Elizangela da Silva Baré. A ex-coordenadora da Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel (Assai), Cecilia Albuquerque, também esteve presente.

Publicado por FOIRN - Comunicação

Somos a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro a entidade sem fins lucrativos, fundada em 30 de abril de 1987, para lutar e defender os direitos dos povos indígenas do alto Rio Negro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: