LIDERANÇAS INDÍGENAS DO GT POVOS ORIGINÁRIOS PARTICIPAM DA ASSEMBLEIA GERAL ELETIVA DA ORGANIZAÇÃO INDÍGENA DO AMAZONAS EM MANAUS

Lideranças que compõem o GT Povos Originário da equipe de transição do presidente eleito Lula, participaram da Assembleia Geral Eletiva dos Povos Indígenas do Estado do Amazonas, no Centro de Formação Xare do CIMI, no dia 14 de dezembro de 2022.

 A equipe estava composta por Marivelton Baré – diretor presidente da FOIRN, Kleber Karipuna – coordenador executivo da APIB pela COIAB, Sônia Guajajara ex-coordenadora executiva da APIB, Deputada Federal eleita pelo estado de São Paulo e Yssô Truká da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme).

Foi apresentado o resultado dos trabalhos do GT, na configuração e a construção da estrutura do Ministério dos povos dos indígenas do Brasil: “Terá três secretarias, com toda a estrutura da FUNAI funcionando dentro dela, com a responsabilidade no procedimento de demarcação. Também foi apresentado que terá um fundo de biomas indígenas sobre as terras indígenas a serem homologadas, declaradas, feitas demarcações físicas e a retomada de todos os procedimentos novamente.” Disse Marivelton Baré.

 Foi reafirmada pelo diretor presidente da Foirn a permanência da SESAI no Ministério da Saúde e também a criação de uma Secretaria de Educação escolar indígena para os povos indígenas no âmbito do MEC, e que esses espaços e cargos têm que ser assumido por lideranças indígenas.

 “Esses espaços e cargos tem que ser assumido por lideranças indígenas que estão dialogando, que fazem parte do movimento indígena, e não por aqueles oportunistas que não fizeram parte, que não ajudaram a construir essas políticas e, também não ajudaram a conquistar. Então tem ser um diálogo com o movimento indígena organizada, através de suas organizações locais, regionais e a nível nacional que é a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).”

 Na oportunidade, foi esclarecido  sobre a lista tríplice  que foi apresentado pela APIB ao presidente Lula, com o nome da Joênia Wapichana, Sônia Guajajara e do Weiber Tapeba, que foram indicados pelas regionais e assim ter  uma garantia de quem fosse escolhido pessoas que estão ativamente na causa e que vieram do movimento Indígena.

A Assembleia também fez uma análise e colocações das lideranças sobre a importância do retorno, e ainda ressalta a importância dessa apresentação do GT para o estado do Amazonas e bases da região e demais áreas do País para também compreender o processo de construção dos trabalhos da equipe de transição, por exemplo, como as proposta foram apresentada, construção de proposta para melhoria de qualidade de vida, e participação social dos povos indígenas do Brasil.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: